Pertencer & Participar para Aprender

saiba mais

Lista de Verificação para a Inclusão

documento pdf para download no link: LISTA A3

saiba mais

Pertencer & Participar para Aprender

saiba mais

Formação para a Inclusão de Alunos com Necessidades Educativas Especiais

CONSULTE O DOCUMENTO EM PDF NO LINK: Descrição das ações

saiba mais

Exposição

saiba mais

Projecto Gulbenkian

“Transição para a vida adulta e autodeterminação” O projeto “Transição para a Vida Adulta e autodeterminação” resultou de uma candidatura a um programa gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian com apoios de recursos públicos provenientes da Noruega, Islândia e Liechtenstein através dos EEA Grants – Programa Cidadania Ativa.Este projeto de que a ASSOL é entidade promotora, em parceria com o Pais em Rede e o ISPA, foi financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian (Cidadania Ativa). Desenvolvido no ano letivo 2014/2015, tem como objetivo apoiar jovens em fase final...

saiba mais

Vídeo – Transição para a Vida Adulta e Autodeterminação

Foi elaborado um pequeno vídeo explicativo deste projeto que pode ser visto em: https://www.dropbox.com/s/qri6usl63tdtf6o/transi%C3%A7%C3%A3o%20para%20a%20vida%20adulta.mp4

saiba mais

Visitas de Transição para a Vida Adulta

Este foi o meu primeiro ano, enquanto assistente social, como responsável por esta área do “Projeto Integrado” no Centro de Recursos para a Inclusão (CRI), o apoio na Transição para a Vida Adulta, nos Agrupamentos de Escolas de Oliveira de Frades, Vouzela e Campia e S. Pedro do Sul. Nesta área, entre outras atividades, procuramos organizar visitas de despiste vocacional a locais que os alunos em reunião prévia nos vão dizendo que gostavam de ir e ver o que lá se faz. Nestas reuniões e nas visitas estão sempre presentes professores de Educação Especial. Procurando sempre que...

saiba mais

Balanço das atividades de Transição para a Vida Adulta (TVA)

Este ano letivo foi marcado por diversas mudanças desde a reorganização de funções, devido à redução de horas efetuada pelo Ministério de Educação ao Centro de Recursos para a Inclusão (CRI), até à acumulação de mais um Agrupamento de escolas no âmbito da TVA. Todas estas mudanças tiveram pontos negativos mas também pontos bastante positivos. A reorganização das funções trouxe outras atividades ao meu plano semanal, sendo estas desenvolvidas com as pessoas apoiadas do Centro Alexandre Correia. Até ao momento tem sido uma experiência enriquecedora, permitindo alargar o...

saiba mais

Centro de Recursos para a Inclusão: que futuro?

Centro de Recursos para a Inclusão: que futuro? Decorria o ano letivo de 2008/2009, o meu primeiro ano de colocação enquanto terapeuta da fala num Agrupamento de Escolas, quando ouvi falar pela primeira vez nos Centros de Recursos para a Inclusão. No Agrupamento, as necessidades eram muitas, mas os recursos humanos eram suficientes para as colmatar, estando contempladas, para além do horário letivo, horas de trabalho indireto para realização de material terapêutico, elaboração de relatórios e tempo disponível para reuniões com docentes e encarregados de educação. Em média, um...

saiba mais

Ano letivo 2013/2014

Trabalho desenvolvido pela Terapeuta da Fala Ana Luísa no ano letivo 2013/2014 Durante este ao letivo, tive a oportunidade de colaborar em duas valências da ASSOL, a Intervenção Precoce na Infância (IP) e o Centro de Recursos para a Inclusão (CRI). No que diz respeito à IP, colaborei nas Equipas Locais de Intervenção Local (ELI) de Vouzela e de Tondela, sendo que a ELI de Vouzela dá resposta a crianças em risco de atraso de desenvolvimento dos 3 concelhos (Oliveira de Frades, Vouzela e S. Pedro do Sul). Apoiei diretamente, em sessões individuais, 12 crianças da ELI Vouzela e 7...

saiba mais

Desventuras de um técnico do Centro de Recursos para a Inclusão da ASSOL

É verdade, chegou à nossa IPSS a acreditação enquanto Centro de Recursos para a Inclusão (CRI), abandonando-se a “velhinha e boa Portaria nº 1102/97”, ao abrigo da qual nos era possível organizar o nosso trabalho, atempadamente, iniciando a prestação dos apoios logo no arranque de cada ano letivo. É, agora, altura de fazer o balanço deste ano letivo, enquanto técnica do recém-nascido CRI, pena que não seja tão positivo quanto o habitual! De facto, este revelou-se o pior ano letivo de todos os tempos, graças à tardia distribuição horária dos recursos emanada pelo...

saiba mais

CONTA-ME UM CONTO

O Conta-me um Conto é um jogo concebido para o desenvolvimento das competências essenciais à escrita de textos narrativos, que promove a criatividade, aumenta o vocabulário, melhora a construção morfossintática das frases e o encadeamento das ideias. Constituído por 163 cartas divididas em 7 categorias, este jogo facilita o encadeamento lógico dos acontecimentos da história a produzir. INSTRUÇÕES Categorias: Início de história, Adjetivos, Personagens, Missão, Local, Conetores, Final da história. A cada categoria corresponde uma cor. Baralham-se as cartas e escolhe-se uma de...

saiba mais

Utilização do PATH em Contexto Escolar

O Planeamento Centrado na Pessoa centra-se na visão de futuro desejada por cada pessoa e após esse ponto de partida procura organizar os meios e recursos necessários para alcançar essa visão. Coloca a tónica na própria pessoa, nos seus sonhos, desejos, necessidades e é com base nisso que define um plano de apoio. A pessoa, efectivamente, é o centro e o determinante dos apoios. Seguindo este princípio, o Planeamento Centrado na Pessoa é por excelência um preditor da inclusão, aplicada a qualquer contexto, inclusive o contexto escolar. Ao aluno com Necessidades Educativas...

saiba mais

in Educação Inclusiva – Revista da Pró-Inclusão: Associação Nacional de Docentes de Educação Especial – Dezembro 2011

saiba mais
Wordpress Themes - Wordpress Video Themes - Wordpress Travel Themes - WordPress Restaurant Themes